terça-feira, junho 28, 2005

THE REAL PANTHER


Raquel


Um ano de Palavra. De Pantera. A palavra tá na boa, mas e a Pantera? Sempre gostei do bicho, lembranças de infância. Depois foi Cat People, o filme. David Bowie. A tragédia de Minas na primeira página. O texto da Colasanti. Toda mulher tem uma pantera, rugindo escondida - outras, nem tanto. Aí me perguntaram: - É seu animal de poder? Sei lá. Gosto do bicho e acredito que isso não determine minha condição xamânica. Talvez meu animal seja só um gatinho. Talvez um pássaro, como aventou Tuga Martins. Penso que é uma raposa vermelha e depois mudo de idéia. Tenho um "zoelógico" interno. Não sei se o que determina o "animal de poder" é a identificação primeira. Tenho achado que não. O medo pode ser determinante. E eu não tenho medo de panteras, nem de tigres, nem de nada que mie.

Palavra de Pantera é um blog que fala de Sedução. Tudo que é sedução não é amor. Amor não tem nada a ver com isso razão de cismas e sismas. Delatar as estratégias fatais. Saber reconhecê-las para descartá-las e ficar com que me interessa. Prefiro deixar aqui, bem claras, as pegadas - A Marca da Pantera. Depois que escrevo, saio voando.

Pantera mesmo é minha amiga Raquel que não gosta de felinos. Duplamente compreensível: e o Batman lá gostava de morcegos? Um dia, quem sabe, Raquel dê de cara com sua pantera. Tá na cara. No corpo. Nos gestos da minha melhor amiga. Até o Ivanzinho, filho dileto da Palavra, reconhece.

Hoje é aniversário da Raquel. Juro que não pensei nisso quando abri o blog dia 28 de junho apesar de ter reconhecido sua panterice meses antes, quando traduzíamos do italiano para o português um artigo de Matteo Meschiari, A Arqueologia das trevas - arquétipo do felino na pré-história. O gato Edgar Allan Poe insistia em pular no colo da fera e atrapalhar os diversos rascunhos. E olhe que o bicho é arisco.

Então, feliz aniversário para o Palavra de Pantera. E um super feliz aniversário para minha linda amiga.

Beijos de coração, Quelitcha.
Um arcano XI de presente pra você.


Zoe

8 comentários:

Anônimo disse...

Bem, então queria deixar um FELIZ ANIVERSÁRIO para a Raquel, e que a sabedoria de curtir a vida nunca a abandone.
Um beijo,
Rodrigo

Anônimo disse...

Bem, então queria deixar um FELIZ ANIVERSÁRIO para a Raquel, e que a sabedoria de curtir a vida nunca a abandone.
Um beijo,
Rodrigo

clarisse disse...

zoe, minha linda... vim desejar um feliz aniversario atrasado pra vc... e estou desejando, certo? mas como encontrei uma tal de linda rachel tb de aniversário, espicho meus parabéns a ela... e como o palavra de pantera tb tá de aniversário, estico ainda mais meus parabéns-elástico pro blógue! e haja felicidades pra todos! e há!!! tomem-la! carpe diem everidei beibes!!!

Ivan disse...

Zoe:

eu não tinha um poema novo pra te dar de presente, então roubei um dum amigo meu, e colo aqui pra você (pra minha mãe, pro meu pai e pra você), e também pra Raquel, pelos aniversários:


Não sei se minhas Musas são parcas
ou se as Parcas são minhas musas
cortando nos fios das facas
o nó dessas linhas confusas

Sei lá se as Musas aparecem
nos momentos que me inspiro
ou se são as Parcas que tecem
o fio do meu último suspiro

um poemeto com fuso
do pantero ratopulgo

LUIZ ALBERTO MACHADO disse...

Oi, linda, parabéns! Um feliz aniversário e que este espaço de maravilhosa sedução permaneça com dias infindos para a nossa feliz satisfação.
Beijabrações

PanTeRA neGrA* disse...

um dia não há muito tempo, estudando as cartas e tarot de aliester crowley ( são as cartas que mais gosto e que mais expandem os meus sentidos) encontrei o leopardo num dos arcanos pequenos, e fiquei amando aquele animal, apartir daí sonhei tanto com ele, e as serpentes ficaram desvairadas apartir desse dia, mas, foi aí que compreendi o mundo da serpente.
um ano mais tarde, tive um encontro visceral e mental com uma pantera negra em forma de imagem visionária. eu olhei-a e pela primeira vez fui inundada daquilo que se chama o Amor. fiquei perplexa com o que ela me contou, e desde aí caminha ao meu lado para todo o sitio e tem algo muito interessante avisa-me dos perigos e nunca me deixa dispersar. de todos os animais foi o que mais me envolveu e devolveu a sensação de preenchimento e além de ser o fogo da noite que leva á luz, ela é também simbolo da morte, mas é a sabedoria que vence por ultimo.
na serpente descobri o desejo, e a pantera trouxe-me o amor equilibrado no desejo.

um abraço.

Doug Bagley disse...

You sure have talent; and you're very good looking too

Arthur Luiz disse...

A Raquel é realmente a síntese de uma pantera!!!!

A pantera mais linda que existe!!!

Beijos pra você e em especial para a Raquel.

Arthur