domingo, julho 09, 2006

Traquinagem Colossal



Tremendo cara-de-pau, esse tal de Cupido. E tremendo, quem não fica quando ele se aproxima? Atena larga seu escudo, Ártemis resolve ir morar na cidade grande, Afrodite surta - não há quem não tema o poder do garoto mimado. Se emburrece até os deuses... e ainda faz essa carinha linda, muito pior que a do gatinho-de-botas do Shrek.

Padre Antônio Vieira procura esclarecer. Mas não adianta nada.

............

(...) no Mundo e entre os homens, isto que vulgarmente se chama amor, não é amor, é ignorância. Pintaram os Antigos ao amor menino; e a razão, dizia eu o ano passado, que era porque nenhum amor dura tanto que chegue a ser velho. Mas esta interpretação tem contra si o exemplo de Jacob com Raquel, o de Jonatas com David, e outros grandes, ainda que poucos. Pois se há também amor que dure muitos anos, porque no-lo pintam os sábios sempre menino? Desta vez cuido que hei-de acertar a causa. Pinta-se o amor sempre menino, porque ainda que passe dos sete anos, como o de Jacob, nunca chega à idade de uso da razão. Usar de razão e amar, são duas cousas que não se juntam. A alma de um menino que vem a ser? Uma vontade com afetos e um entendimento sem uso. Tal é o amor vulgar. Tudo conquista o amor, quando conquista uma alma; porém o primeiro rendido é o entendimento. Ninguém teve a vontade febricitante, que não tivesse o entendimento frenético. O amor deixará de variar, se for firme, mas não deixará de tresvariar se é amor. Nunca o fogo abrasou a vontade, que o fumo não cegasse o entendimento. Nunca houve enfermidade no coração, que não houvesse fraqueza no juízo. Por isso os mesmos pintores do amor lhe vendaram os olhos. E como o primeiro efeito ou a última disposição do amor, é cegar o entendimento, daqui vem que isto que vulgarmente se chama amor tem mais partes de ignorância; e quantas partes tem de ignorância, tantas lhe faltam de amor. Quem ama porque conhece, é amante; quem ama porque ignora é néscio. Assim como a ignorância na ofensa diminui o delito, assim no amor diminui o merecimento. Quem, ignorando, ofendeu, em rigor não é delinquente; quem, ignorando, amou, em rigor não é amante.

Pe. Antonio Vieira
Sermão do Mandato, 1645


psiu: o som que eu escolhi, se quiser escutar, taí no cantinho.
é o thadeu cantando, a letra é dele e do marcos.

5 comentários:

Jana disse...

Lindo. Passaremos a vida, todos, buscando uma explicação para o Amor, a Paixão, a Atração. Sem problemas _ desde que, nesse meio tempo, possamos senti-los...

Claudia disse...

Lindinha, o que um cupido não faz... até o blog, que estava meio parado, andou e mudou de nome... ;-)
Que o cupidinho continue danadinho e você sempre e mais inspirada!
Beijos cariocas, C xx

+ malocas disse...

Um cupido negro está te esperando em www.malocabilly.blogspot.com. Não me faça esperar.

Anônimo disse...

Adorei seu bolg

Anônimo disse...

This is very interesting site...
vitamins dietary Camp france summer tennis vitamin 2bb 2bcomplex Best vitamins and minerals leon jacobs basketball Article automobile insurance Fuji film digital camera driver Orofacial cosmetic surgeons http://www.vitamineoilkeloids.info/vitamin.html Student travel multi trip insurance deal Brand name ativan Sun vitamins