sexta-feira, junho 08, 2007




A especialidade me é impossível.
Valho um sorriso. Você não é nem
poeta, nem filósofo, nem geômetra -
nem outra coisa. Você não aprofunda
nada. Com que direito você fala daquilo
a que não se consagrou com
exclusividade?
Eu sou como o olho que vê o que vê.
Seu menor movimento muda o muro em nuvem
a nuvem em relógio; o relógio
em letras que falam. Talvez esteja aí
a minha especialidade.


Paul Valéry

2 comentários:

B. disse...

Olá Zoe!

Tempo... moeda fundamental que move o universo.

Que pretensão do homem prender o tempo a segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos...

Os momentos valem por si as oportunidades são únicas e para isso minha cara não precisa ser especialista!

A vida não aceita rascunhos... VIVA!

Boa semana =)

Bjks

Blogue da Magui disse...

Falou...