quinta-feira, fevereiro 17, 2005


Sirenomelia



Babymer by Kurt Cagle


No dia 27 de abril de 2004, na cidade de Huancayo, Peru, nasceu uma bela menina chamada Milagros Cerron. Milagros apresenta uma rara anomalia chamada Sirenomelia - as pernas unidas até os calcanhares, sob uma apertada camada de pele, dando-lhe a aparência de uma sereia. Os pés fazem um "V", lembrando a cauda de um peixe. Uma Pequena Sereia. Até hoje, apenas 3 crianças sobreviveram ao nascer com a "Síndrome de Sereia", tão rara como o nascimento de gêmeos siameses.

Milagros é filha de uma jovem de 19 anos, Sara Arauco, e de Ricardo Cerron, com 24 anos, casal com baixa condição financeira.

Dia 9 de fevereiro começaram as cirurgias que devem separar as pernas de Milagros. Dia 24, depois de cinco horas, a delicada operação deve acabar. Espera-se um milagre. Mesmo que a maior parte dos órgãos da criança esteja em ótimas condições, ela possui problemas graves nos rins. A genitália e os intestinos terão de ser reconstruídos, o que demanda uma série de intervenções complicadíssimas, com uma equipe constituída por especialistas em traumatologia, cardivascular e plástica, mais neurologistas, obstetras e pediatras.

O único caso em que a cirurgia teve sucesso foi com a americana Tiffany Yorks, hoje com 16 anos. Suas pernas foram separadas enquanto ela ainda era um bebê.

Descobri essa notícia no feriado, navegando na Web. O título "Síndrome de Sereia" chamou minha atenção por ter o nome de um artigo que escrevi há dois anos. Fiquei emocionada com a situação toda e resolvi, então, dedicar meu blog até o dia da cirurgia, para Milagros Cerron. Que a Deusa a acompanhe no trajeto. Meu coração de mãe, o coração de todas as mães, estará junto dela.

Zoe de Camaris

Um comentário:

Guto disse...

Olá!
Zoé , vc sempre maravilhosa em seus textos e agora com essa ação tão nobre .Parabéns e se depender de mim, elevarei meus pensamentos para gerar energia positiva para a pequena menina .
Um beijo no seu coração