segunda-feira, agosto 15, 2005

Tomorrow


Amanhã acordo tarde
Colho beija-folhas pela casa
Varro os coquinhos do inferno
Tomo meia garrafa de café

Não vou almoçar
Nem fazer a cama
Talvez passeie pelo outono
Que não passa do inverno

Abro as janelas
Fecho as portas
Escrevo um poema
Que não vou publicar

Procuro meus pedaços
Entre os vãos do terraço
Ou algo assim
Um pouco do mesmo jeito

Apago o quadro negro
Rezo pelo perpétuo
Socorro que ele vem
Edito uma mensagem

Lavo as xícaras as xícaras
Batendo umas nas outras
Feito os dentes à noite
Ora afiados, ora de gelo


Amanhã

Silêncio repetido
Que música é mantra



ZdC/05

3 comentários:

beatriz stresser disse...

meu nome te lembra de mim?

Zoe de Camaris disse...

Puxa, Beatriz, e como eu me esqueceria de você??? Como me achou? Me passa seu email, telefone, algum contato. Tem horas que eu volto a gostar da internet.

besos,
Monica

beatriz disse...

intaum! ....é uma longa história ...beatriz@stresser.zzn.com! Bela! besos