segunda-feira, novembro 13, 2006



deve haver algo de bom em mim
ou não teria tanta má idéia
o meu demônio tem pacto com o querubim
é uma ovelha o líder da alcatéia

fui o juiz do jogo yin versus yang
apitei faltas pras melhores frases
atirei na tela do meu big-bang
vi estrelas e quase quasares

se há algo de bom em mim, seja dita
a maldade que fez minha alma ambígua


Marcos Prado

2 comentários:

Jana disse...

sensacional esse poema. beijo.

+ malocas disse...

Obrigado, Jana, este foi o último grande poema que fiz com Marcos Prado.

Sérgio Viralobos